Skip to content

O cantinho dos afetos… e da saúde

Agrupamento de Escolas de Anadia

O Dia Mundial do Cancro, assinalado a 4 de fevereiro, é uma iniciativa da União Internacional de Controlo do Cancro (UICC) que pretende ter a dimensão de um evento global que una a população em torno da luta contra o cancro.

A Liga Portuguesa Contra o Cancro em associação com a (UICC) promove a campanha “Eu Sou e Eu Vou”, com intenção de consciencializar a sociedade para uma cidadania ativa na luta contra o cancro.

A campanha, com duração de 3 anos (triénio 2019-2021), explora como todos os setores da sociedade e os indivíduos podem mudar comportamentos com o objetivo final de promover uma ação nacional de luta contra o cancro, e ao mesmo tempo sensibilizar para a literacia em saúde.

A equipa de Promoção e Educação para a Saúde do Agrupamento de Escolas de Anadia convida os alunos do 10.º e 11.º anos a associarem-se a esta campanha a partir do desafio de redação de um compromisso de mudança de comportamento no autocolante da campanha, na aula de Cidadania e Desenvolvimento Pessoal, durante a semana de 3/2 a 7/2 e a afixação dos autocolantes preenchidos no mural construído na EBSA.

O Dia Mundial da Diabetes foi criado em 1991 pela Federação Internacional da Diabetes (IDF) e pela Organização Mundial da Saúde em resposta às preocupações crescentes sobre a ameaça à saúde global representada por esta doença. O Dia Mundial da Diabetes tornou-se oficial para a Organização das Nações Unidas em 2006, com a aprovação da resolução 61/225. É assinalado todos os anos, a 14 de novembro, o dia do aniversário de Sir Frederick Banting, que co-descobriu a insulina com Charles Best em 1922.

O Dia Mundial da Diabetes constitui a maior campanha de consciencialização sobre a problemática desta doença à escala mundial, alcançando uma audiência global de mais de 1 bilião de pessoas em mais de 160 países.

A campanha tem como logotipo um círculo azul que pretende traduzir a unidade da comunidade global da diabetes em resposta à epidemia da diabetes.

Para 2018 e 2019 a IDF escolheu como tema para o Dia Mundial da Diabetes: “Diabetes e Família” (worlddiabetesday.org), tendo como objetivos:

– aumentar a consciencialização sobre o impacto que a diabetes tem na família e na rede de apoio das pessoas com diabetes;

– promover o papel da família na gestão, cuidados, prevenção e educação na diabetes.

Saiba mais sobre a realidade da Diabetes em Portugal, consultando o artigo da Sociedade Portuguesa de Diabetologia.

Consulte aqui.

Consciencializar a população mundial para esta forma de violência, apoiar e incentivar as vítimas a denunciarem estas graves situações e encontrar formas de as prevenir, são os desafios colocados por esta data, visto que a luta contra o bullying não é uma tarefa de um dia, nem de um grupo de pessoas, mas sim de todos os dias do ano e de todas as pessoas.

Segundo a UNICEF, uma em cada três crianças do mundo, entre os 13 e os 15 anos, é vítima de bullying na escola regularmente.

Se és vítima de bullying não vivas em silêncio pede ajuda.

No Gabinete de Informação e Apoio ao Aluno da Escola Básica e Secundária de Anadia ou da Escola Básica de Vilarinho do Bairro encontrarás informação útil e ajuda para este problema.

DMA

“AS NOSSAS AÇÕES SÃO O NOSSO FUTURO”

A FAO (Food and Agriculture Organization of United Nations) encontra-se a promover um concurso para as crianças e adolescentes do mundo inteiro, com idades entre os 5 e os 19 anos, que queiram usar a sua imaginação e criar um poster que ilustre como podemos promover uma alimentação saudável e sustentável para todos e como cada um de nós pode melhorar a sua alimentação. As candidaturas podem ser feitas até ao dia 8 de novembro de 2019.

Saiba mais informações aqui. 

  • Comentários Desativados em DIA MUNDIAL DA ALIMENTAÇÃO 2019 | ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL E SUSTENTÁVEL
  • Posted under Alimentação-Act. Física

A Federação Mundial de Saúde Mental (World Federation for Mental Health) instituiu em 1992 o Dia Mundial da Saúde Mental, com o objetivo de promover uma oportunidade anual para aumentar o conhecimento público sobre saúde mental.
A Federação Mundial de Saúde Mental (World Federation for Mental Health) instituiu em 1992 o Dia Mundial da Saúde Mental, com o objetivo de promover uma oportunidade anual para aumentar o conhecimento público sobre saúde mental.

     Este dia visa chamar a atenção pública para a questão da saúde mental global, e identificá-la como uma causa comum a todos os povos, ultrapassando barreiras nacionais, culturais, políticas ou sócio-económicas. Combater o preconceito e o estigma à volta da saúde psicológica é outro dos objetivos do dia.

    A prevalência das perturbações de natureza mental tem vindo a aumentar à escala global e os distúrbios mentais, independentemente da sua gravidade, são uma das principais doenças incapacitantes do século XXI.

      Dados disponibilizados pela Direção Geral de Saúde mostram que Portugal lidera a lista dos países europeus com maior número de casos de perturbações mentais.

        A sugestão do dia, pela equipa PESAEA:

       “A JOYFUL MIND”, um filme acerca da procura da verdadeira felicidade e bem-estar através da prática da meditação.

Trailer: http://youtu.be/Q5Dt1EPLNT4

 

  • Comentários Desativados em Dia Internacional da Saúde Mental
  • Posted under Saúde Mental

5. Fruta fresca

Old, but gold.

A fruta continua a ser dos alimentos mais benéficos que temos ao nosso dispor, mas há que saber consumi-la!

Isto porque há uns tempos se começou a dizer que a fruta devia ser acompanhada por bolachinhas… mas qual é o sentido disso?! A carga glicémica da refeição não baixa por combinar a peça de fruta com bolachas, já que ambos são alimentos ricos em açúcar de rápida absorção.

Ah pois, esta é outra questão importante: a carga glicémica.

Dantes falava-se apenas em Índice Glicémico (IG), que se refere mais ao efeito na glicemia provocado por determinado alimento. Tem a ver com a velocidade com que o açúcar é absorvido, e portanto a velocidade com vai ser libertada a insulina para equilibrar os níveis de açúcar no sangue.

Considera-se baixo IG <55, médio 56-59, e alto >70.

Agora fala-se também em Carga Glicémica (CG), que não tem apenas em consideração o índice glicémico, mas também a quantidade de açúcar presente no alimento, sendo o produto de ambos.

Assim, um alimento pode ter alto IG, mas CG baixa por ter baixa quantidade de açúcar.

Considera-se que a CG é baixa quando é inferior a 10, e alta quando é superior a 20.

O ideal será então optar por fruta com baixa carga glicémica, como morangos e kiwi, ou combinar uma peça de fruta a seu gosto com iogurte natural, leite, queijo ou frutos gordos, de forma a baixar a CG da refeição.

Agora já tem toda a informação para um regresso às aulas e ao trabalho mais saudável!

Bons lanches 😊

https://laranjalimanutricao.wordpress.com/2017/09/04/5-lanches-aulas/

 

4. Legumes

Pois é, os legumes não são só para colocar no prato e na sopa!

Acredito que muitos miúdos vão torcer o nariz a esta ideia, mas como se costuma dizer: “de pequenino se torce o pepino”, e se os começarmos a habituar desde novos a comer os legumes ao natural sem os disfarçarmos com queijo, ou sem oferecermos compensações doces, vai ser muito mais fácil continuar a consumi-los durante a adolescência e idade adulta, e prevenir muitas doenças.

Os palitos de cenoura são muito práticos e aguentam bem se forem acondicionados num frasco hermético, tal como os tomates-cereja.

Acompanhe com: pasta de amêndoa 100% natural.

https://laranjalimanutricao.wordpress.com/2017/09/04/5-lanches-aulas/

 

3. Queijo

Bem mais saudável e natural que o primo fiambre, o queijo é outra opção excelente para as refeições intermédias.

Deixo-lhe um resumo dos que eu aconselho:

Acompanhe com: frutos gordos ou 1 peça de fruta.

https://laranjalimanutricao.wordpress.com/2017/09/04/5-lanches-aulas/

2. Frutos gordos

Ou “frutos secos”, como são comummente designados.

Por serem altamente calóricos, os frutos gordos ainda são deixados de lado e não há muita gente a inclui-los diariamente na sua alimentação… mas se eu tivesse que escolher apenas um alimento para comer para sempre, provavelmente seria um destes amiguinhos.

São saciantes, saborosos e muito saudáveis. Da sua composição fazem parte as gorduras monoinsaturadas (com benefícios comprovados para a saúde do cérebro e do coração, principalmente), proteína, poucos hidratos, e algumas vitaminas e minerais, como o magnésio.

O único senão é serem super viciantes, por isso não caia no erro de levar a embalagem atrás, ou de a mandar para o lanche dos filhotes! O melhor será levá-los já contados, num recipiente.

Acompanhe com: 1 peça de fruta média.

https://laranjalimanutricao.wordpress.com/2017/09/04/5-lanches-aulas/

1. Fruta desidratada

Há muita gente que fica “de pé atrás” por achar que a fruta desidratada tem muito açúcar adicionado e zero benefícios, mas na verdade não é bem assim.

Veja-se o exemplo da Fruut, que usa apenas fruta nos seus snacks, sem qualquer adição de açúcares, gorduras ou conservantes!

“Ah está bem, é só fruta mas perdeu as vitaminas todas.”

Hummm não, não perdeu! O processo de desidratação retém grande parte dos nutrientes e compostos fenólicos da fruta, por isso a única coisa que fica a faltar é a água.

E se continua a achar que as bolachas são mais práticas e saudáveis, talvez um “frente-a-frente” lhe faça mudar de ideias.

Ainda não?

Vamos então olhar para os ingredientes:

  • Fruut: maçã;
  • Bolachas: farinha de trigo, açúcar, gordura vegetal de palma, xarope de glucose, soro de leite em pó, sal, levedantes (E500ii, E503ii), emulsionante (E322), antioxidantes (E223 (contém sulfitos), E304i, E306), aroma.

 

Conhece todos os ingredientes das ditas “bolachas saudáveis”? Não? Então não as coma, e muito menos as dê aos seus filhos!

Quer mais uma vantagem dos snacks de fruta? São super sustentáveis! A Fruut só usa a chamada “fruta feia”, que tem pequenos defeitos na casca e que seria desperdiçada, sendo que já aproveitaram 15 milhões de peças de fruta desde 2013!

Acompanhe com: 1 iogurte natural. 

https://laranjalimanutricao.wordpress.com/2017/09/04/5-lanches-aulas/

Trabalhos realizados pelos alunos do 7º ano no âmbito do projeto (IN)dependências.

3º Prémio – Matilde – 7º D

Parabéns!

Licínia Simões – coordenadora do PES

Trabalhos realizados pelos alunos do 7º ano no âmbito do projeto (IN)dependências.

2º Prémio – Francisca – 7º D

Parabéns!

 

Licínia Simões – coordenadora do PES

Trabalhos realizados pelos alunos do 7º ano no âmbito do projeto (IN)dependências.

1º Prémio – Leonor Verdade – 7º G

 

Parabéns!

Licínia Simões – coordenadora do PES

Sugestão de lanches escolares da encarregada de educação S. Abrantes do 5º D!

LIcínia Simões – coordenadora do PES

%d bloggers like this: