Skip to content

O cantinho dos afetos… e da saúde

Agrupamento de Escolas de Anadia

Category Archives: Pílula do dia seguinte

É uma preparação hormonal que se pode injectar ou tomar em comprimidos até ao máximo de 72 horas após uma relação coital, em que não foi utilizada contracepção.

Não é um método contraceptivo, mas apenas um processo a utilizar somente em circunstâncias excepcionais.

Assim, por falha de ou inexistência de um contraceptivo exterior (rotura do preservativo ou do diafragma) pode-se ir dentro de 24 horas seguintes a um centro de saúde ou um centro de atendimento para jovens onde se pode ainda solucionar o problema.

Enfª Carmen Santos

Clica na imagem

A pílula do dia seguinte é um método de contracepção de emergência usado para prevenir uma eventual gravidez, após uma relação sexual desprotegida. Não deve de forma alguma ser adoptada como método de rotina, reservando-se para as situações em que ou por suspeita de falha do método habitual ou por não ter sido usado nenhum método poderá ocorrer uma gravidez. Para ser eficaz deve ser tomada, o mais cedo possível, após uma relação sexual desprotegida. Apesar de ser uma opção tentadora não deve ser usada como método contraceptivo de rotina, já que estamos a falar de doses hormonais elevadas. Provoca efeitos secundários como sejam as náuseas e os vómitos e ainda as irregularidades menstruais, bem como uma eficácia menor à da pílula tomada regularmente. Fica assim reservada para os imprevistos.

Como funciona?

A pilula do dia seguinte funciona impedindo a libertação do óvulo nos ovários, ou impedindo os espermatozóides de fertilizar o óvulo. Também pode impedir que um óvulo fertilizado se fixe ao revestimento do útero. Isto significa que impede a gravidez antes de começar.

AS PÍLULAS NÃO FUNCIONAM SE JÁ ESTIVERES GRÁVIDA.

Enfª Lígia Antunes

%d bloggers like this: