Skip to content

O cantinho dos afetos… e da saúde

Agrupamento de Escolas de Anadia

Category Archives: Masturbação

O primeiro passo para assumir uma relação sexual é conhecer o próprio corpo e descobrir a sexualidade do outro através da troca de experiências, afecto e carinho. O namoro ou “andar com” serve exactamente para esse conhecimento afectivo e sexual, os beijos, as carícias nos seios e nos órgãos genitais fazem parte dessa descoberta. Não esquecer que, até que ambos os jovens se sintam preparados para assumir uma relação com penetração, a satisfação pode obter-se mediante o uso das mãos e da masturbação um pelo outro ou cada um separadamente.

Para parceiros que estão prestes a manter a primeira relação sexual, é importante que haja diálogo sobre:

  • Se querem mesmo ter a relação. Por exemplo, se o comportamento é voluntário ou por se ter medo de perder o(a) namorado(a).
  • Se é agradável para ambos ou se resulta apenas na satisfação de um só.
  • A contracepção (como prevenir-se de uma gravidez indesejada, que pode acontecer mesmo na primeira vez).
  • As infecções sexualmente transmissíveis, principalmente a SIDA, Hepatites, Herpes, HPV, etc.
  • A importância do uso do preservativo, sobre como usar (colocar, comprar, etc…).
  • O lugar e o momento da relação (privacidade e higiene; na casa dos pais dela, dele; no carro, etc.).
  • Se ambos são capazes de se envolverem em preliminares e falar acerca do que lhes agrada, excita ou não no corpo de cada um e do outro.
  • Se existe afecto ou se o sexo é apenas um meio de provar algo.
  • Reflectir sobre as pressões familiares e sociais.

Todos estes aspectos devem estar claros para os dois porque são importantes e porque ajudam a atenuar a ansiedade e a preocupação na hora da relação.

O conhecimento do corpo é o primeiro passo para uma sexualidade saudável.

Examina o teu corpo, examinem um ao outro, descubram-se, conversem a respeito da primeira vez.

Enfª Lígia Antunes

A masturbação resulta da excitação e satisfação sexual do próprio, sem intervenção de um parceiro ou parceira. É também um momento íntimo, de encontro contigo, na tua privacidade. Durante a masturbação poderá ter-se ou não uma experiência de orgasmo, mas não se engravida.

Enfª Lígia Antunes

A masturbação exige energia, assim como correr ou nadar. Se tiveres energia suficiente para te masturbar todos os dias, mãos à obra! Faz! Não prejudica em nada! Mas se a prática diária da masturbação interferir com a tua vida diária, se deixas de fazer outras coisas na vida, que são igualmente importantes, como passear, namorar, trabalhar, dormir, comer, estudar, sair com os amigos, ver televisão, ler…, então, possívelmente, não será saudável gastares tanta energia na prática da masturbação.

Enfª Lígia Antunes

É importante sabermos que a masturbação é uma maneira perfeitamente saudável de vivermos a nossa sexualidade nas várias fases da vida, mesmo durante o “período” (menstruação). A masturbação, além de produzir prazer pode ajudar a libertar tensões.

Enfª Lígia Antunes

Claro que sim! Não faz mal nenhum! Rapazes e raparigas deverão fazê-lo como forma de conhecerem o seu corpo e a sua sexualidade. Constitui-se um acto esperado, universal normal e natural.

Masturbação significa acariciar, tocar ou estimular partes do corpo para obter prazer sexual.

Enfª Lígia Antunes

%d bloggers like this: