Skip to content

O cantinho dos afetos… e da saúde

Agrupamento de Escolas de Anadia

Monthly Archives: Novembro 2016

Referencial PES – 2016

Licínia Simões – coordenadora do PES

Anúncios

  • Comentários Desativados em Referencial de Educação para a Saúde
  • Posted under Outros temas

Convenção de Lanzarote

Licínia Simões – coordenadora do PES

25 NOVEMBRO 2016 

 DIA INTERNACIONAL PELA ELIMINAÇÃO DA VIOLÊNCIA CONTRA AS MULHERES.

11H 

ORADOR: SILVANA FERREIRA MARQUES – ENFERMEIRA DA UCC ANADIA

SALA MULTIUSOS – EBSA

nicole

Licínia Simões – Coordenadora do PES

1

COMUNICADO

18 de Novembro

Dia Europeu para a Proteção das Crianças Contra a Exploração Sexual e os Abusos Sexuais (Convenção de Lanzarote)

A AMCV (Associação de Mulheres Contra a Violência) associa-se à celebração do Dia Europeu para a Proteção de Crianças contra a Exploração Sexual e os Abusos Sexuais, que se comemora desde 2015, no sentido de aumentar a consciência pública acerca da exploração e abuso sexual de crianças e da prevenção de tais atos de violência; facilitar a discussão sobre a proteção das crianças contra a exploração e abuso sexual. A Convenção de Lanzarote (ratificada por Portugal em 2012) – um instrumento único e juridicamente vinculativo, que obriga os estados membros do Conselho da Europa a combater e criminalizar todas as formas de abuso sexual de crianças.

  • Na Europa uma em cada 5 crianças são vítimas de alguma forma de violência sexual.
  • Estima-se que em 70% a 85% dos casos, o abuso é perpetrado por alguém que a criança conhece e em quem confia.

Fonte: Campanha “One in Five” do Conselho da Europa, 2015

  • São as pessoas que estão mais próximas das crianças que praticama maioria dosactosviolentoscontra as mesmas: pais, professores/as, colegas de escola e cuidadores/as.
  • Entre 133e 275milhões de criançastestemunham violência doméstica todos os anos.
  • Entre 20%e 65% dascrianças em idade escolarrelatamter sidoverbalmente
    ou fisicamente
  • Entre 80 e 100milhões de meninas ‘desaparecem’ da população do mundo, vítimas deinfanticídio de género, desnutrição e negligência.
  • 1,2 milhões de criançassão traficadastodos os anos.
  • Apenas 29Estados proibiramtoda a violênciacontra as crianças, deixando a grande maioria da populaçãoinfantil do mundosemprotecção legal adequada contra a violência.

Fonte: ONU In “The WWSF 2012 Call to Action-Prevention Kit – 19 Days of activism for prevention of abuse and violence against children and youth“ Women’s World Summit Foundation / Children-Youth Section.

 

É Dever do Estado

Promover os Direitos Humanos das Crianças e das/os Jovens!

Garantir a sua Proteção e Segurança!

Combater e Punir Quem comete Crimes Sexuais!

É Responsabilidade de Todas e Todos Nós!

Proteger as Crianças e Jovens e Prevenir a Violência !

Não Ignore a Violência contra as Crianças e jovens – Seja Ativa/o na Proteção das Crianças e Jovens !

 

Rua João Villaret nº 9 – 1000-182 Lisboa – Portugal
Sede | Tel: (+351) 21 3802160 | Fax: (+351) 21 3802168 | sede@amcv.org.pt | http://www.amcv.org.pt
Centro Anti-Violência | Tel: (+351) 21 3802165 | Fax: (+351) 21 3802169 | ca@amcv.org.pt

O vídeo divulgado esta semana na página de Facebook da Guarda Nacional Republicana alerta para um fenómeno que está a preocupar as autoridades.

Licínia Simões – coordenadora do PES

img_20161108_095611

Vários indicadores nacionais e internacionais relacionados com os acidentes rodoviários referem que estes ocupam o primeiro lugar nas causas de morte e incapacidade temporária e permanente em crianças e jovens. Reduzir o risco rodoviário exige uma aprendizagem sustentada em aspetos de conduta que suportam práticas de responsabilidade e consciência cívica. A educação rodoviária assume-se, assim, como um processo de formação ao longo da vida, que envolve a escola, as famílias e os parceiros da comunidade educativa e se concretiza numa vivência diária, implicando estratégias de ação adequadas às características de cada contexto educativo.

Neste sentido, emergiu a vontade e motivação de abordagem desta temática : “Segurança Infantil no Concelho de Anadia e observação da criança no transporte automóvel. Na procura de constatar a frequência do uso de Sistema de Retenção para Crianças (SRC), e se estes são usado adequadamente pelos pais/cuidadores no transporte da criança.

img_20161108_085157

Como é sabido um acidente pode acontecer a altas ou baixas velocidades, num grande ou pequeno percurso, dentro ou fora das localidades por isso , é importante o uso dos SRC em todos os momentos e as questões relativas à segurança devem sempre ser salvaguardadas.

A promoção da segurança ao longo de todo o ciclo de vida e a prevenção dos acidentes, especificamente com crianças e jovens, são uma prioridade, pelo que a Direção Geral de Saúde e a Guarda Nacional Republicana (GNR) tem promovido várias iniciativas neste âmbito . No Concelho de Anadia estas iniciativas tem tido no terreno a UCC Anadia e Escola Segura (GNR).

De realçar: A criança não é um adulto em miniatura, o seu corpo encontra-se ainda em desenvolvimento. Nas crianças pequenas, a combinação de uma cabeça grande e pesada em relação ao resto do corpo, com um pescoço e coluna vertebral demasiado frágeis, podem não suportar a força produzida numa colisão, por isso é preciso ter especial atenção quando transportada no automóvel, esta realidade torna-se mais evidente, quanto mais pequena é a criança. Pelo que o transporte deve ser feito em SRC adequados à sua idade, contribuindo assim, a sua correta utilização para a redução do risco de lesões graves em caso de acidente. Contribuir para a divulgação de normas e recomendações que possibilitem o transporte seguro da criança é a finalidade desta iniciativa, decorrentes da identificação de fatores de adequação/desadequação no transporte rodoviário infantil.

img_20161108_085158

Principais erros detetados:

– Criança a sair pelo lado da faixa de rodagem e não pelo passeio,

– SRC desadequado, idade/altura ; SRC não homologado e/ou sem apoio de cabeça.

– Crianças com cintos não ajustados e/ou solto, tira do cinto muito alta e não assente diretamente no ombro da criança,  tira do cinto que deve passar sobre o ombro da criança passar debaixo do braço.

– criança transportada no banco da frente, sem ter altura/idade adequada

– Uso de mochilas nas costas durante o transporte

– Pais muito apressados na hora de ponta, sujeitando crianças a mais riscos.

A redução do número de acidentes de trânsito e consequentemente o colmatar das consequências que daí advêm, principalmente quando envolvem crianças, representa um desafio para toda a sociedade, daí  a importância deste tipo de ações .

 Silvana Marques

Coordenadora da UCC Anadia

Unidade de Cuidados na Comunidade de Anadia
ACES Baixo Vouga

Morada: Avenida Eng. Tavares da Silva
3780-203 Anadia
Telf: 231 519 609 ; Telefax: 231 515 021, Telm: 912 507 285
Email: ucc-anadia@csanadia.min-saude.pt/ uccanadia@gmail.com

  • Comentários Desativados em “Segurança Infantil no Concelho de Anadia – Observação da criança no transporte automóvel.”
  • Posted under Outros temas

15032275_1215292905158062_4669896555153113140_n

 

http://www.apn.org.pt/index.php

Licínia Simões – coordenadora do PES

%d bloggers like this: