Skip to content

O cantinho dos afetos… e da saúde

Agrupamento de Escolas de Anadia

O Dia  Escolar da Não Violência e para a Paz, 30 de janeiro, foi declarado pela primeira vez em 1964. Tem como objectivo chamar a atenção para a necessidade de uma educação para a Paz e a Não Violência. Neste dia, em que se assinala a data da morte de Mahatma Gandhi, lider nacional e espiritual da Índia, sensibiliza-se para valores fundamentais tais como a tolerância, a solidariedade e o respeito pelos outros.

O Projeto de Educação para a Saúde, em articulação com a equipa da UCC do Centro de Saúde de Anadia tem vindo a realizar atividades que vão de encontro ao espírito do Dia  Escolar da Não Violência e para a Paz, nomeadamente o PROJETO QUERO DIZER BASTA:

Este projeto, que teve a preciosa colaboração dos enfermeiros Antero e Rui, além da estagiária Adriana, da equipa da Unidade de Cuidados à Comunidade do Centro de Saúde de Anadia-UCC, dirigiu-se a todas as turmas do 10º ano do AEA, tendo decorrido durante o primeiro período e na primeira quinzena do segundo. Para a sua consecução, a equipa deslocou-se às respetivas salas de aula, onde fez apresentações em PowerPoint, seguidas de comentário e questionário oral aos alunos acerca dos assuntos visualizados. Posteriormente, após alguma reflexão, agora apenas com os professores envolvidos neste processo, cada turma foi dividida por grupos, tendo escolhido o tema de trabalho: violência doméstica, violência no namoro, cyberbullying e bullying. Foram elaborados cartazes, em cartolina, PowerPoint e multimédia, que foram apresentados pelos grupos em janeiro, propiciando a discussão e o debate. Tanto a equipa da UCC como os professores se congratularam pela qualidade de muitos dos trabalhos exibidos como pela exposição dos seus representantes, os quais surpreenderam os presentes, não só pelo conhecimento acerca do respetivo tema como pelo manifesto repúdio por situações de bullying e/ou violência de qualquer género com que colegas se possam vir a defrontar. Assim, com este projeto, que tinha sobretudo o propósito de informar e prevenir os jovens relativamente a maus tratos e aproximações abusivas, além de se cumprirem os objetivos previstos, os jovens puderam abrir asas à sua imaginação e criatividade, expressando os seus temores e sentimentos.

 “Há uma grande diferença entre render-se e saber que já foi suficiente”

Trabalhos do 10ºE:

Texto: Nelly Moreira

Fotos: Licínia Simões

 

%d bloggers like this: