Skip to content

O cantinho dos afetos… e da saúde

Agrupamento de Escolas de Anadia

A LPCS vai assinalar o Dia Mundial da Saúde Sexual (4 de Setembro) através da realização de rastreios às infeções sexualmente transmissíveis (IST). A  unidade móvel de rastreios “Saúde + Perto” vai estar no Largo Martim Moniz, em Lisboa, entre as 10:00 e as 19:00, com uma equipa de técnicos especializados disponíveis para o esclarecimento de dúvidas.
Promovido pela Associação Mundial para a Saúde… Sexual (World Association for Sexual Health – WAS), desde 2010, o Dia Mundial da Saúde Sexual assinala-se no dia 4 de setembro com o objetivo de recordar às pessoas a importância fundamental dos direitos sexuais para se obter uma saúde sexual.
“Para conseguir ter saúde sexual imagine-se a defender os seus direitos sexuais” é o tema da campanha deste ano.
1003394_10202093599119619_450443803_n
A Associação Mundial de Saúde Sexual (WAS) celebrou pela primeira vez a 4 de Setembro de 2010 o Dia Mundial da Saúde Sexual com o objetivo de promover uma maior  consciência social acerca da saúde sexual no mundo.

É assumido pela WAS e pela  Organização Mundial de Saúde (OMS) que para que a saúde sexual seja conquistada e mantida os direitos sexuais de todas as pessoas devem ser respeitados, protegidos e concretizados. Assim, neste ano de  2013, pretende-se debater os direitos sexuais sendo o slogan mobilizador: “Para ter saúde sexual, imagine-se e retrate-se com direitos sexuais”.

Em Portugal, a Sociedade Portuguesa de Sexologia Clínica (SPSC) – membro das WAS – e a Associação para o Planeamento da Família (APF) unidas na promoção e implementação da saúde sexual e dos direitos sexuais apontam como conquistas a alcançar, e para as quais se  têm empenhado, as seguintes:

• Organização, constituição e acesso a rede de serviços de aconselhamentos e terapia sexual;
• Regulamentação do exercício de atividade dos profissionais que trabalham nas áreas da sexualidade humana;
• Regulamentação de Direitos plenos para casais do mesmo sexo;
• Generalização da Educação Sexual em Meio Escolar;
• Facilitação de um acesso mais eficaz ao Planeamento Familiar de pessoas de meios desfavorecidos;
• Eliminação da violência de género e violência doméstica;
• Inclusão de conteúdos programáticos sobre sexualidade humana na formação de base de profissionais de saúde e educação;
• Regulamentação da procriação medicamente assistida como um direito para todas.
Apesar das inúmeras conquistas ao longo dos últimos anos, aproveitamos este dia para dar a conhecer os direitos sexuais e para promover o debate acerca da sua salvaguarda e garantia na sociedade portuguesa.

Os direitos sexuais são:

1. O direito à liberdade sexual;
2. O direito à autonomia e integridade sexual e à segurança do corpo sexual;
3. O direito à privacidade sexual;
4. O direito à igualdade sexual;
5. O direito ao prazer sexual;
6. O direito à expressão emocional sexual;
7. O direito à liberdade de associação sexual;
8. O direito à liberdade de escolhas reprodutivas e responsáveis;
9. O direito à informação sexual baseada no conhecimento científico;
10. O direito à educação sexual abrangente;
11. O direito à saúde sexual;

Sociedade Portuguesa de Sexologia Clínica (SPSC)
Associação para o Planeamento da Família (APF)

%d bloggers like this: