Skip to content

O cantinho dos afetos… e da saúde

Agrupamento de Escolas de Anadia

saude mental

Afinal, o que é a saúde mental? Saiba a resposta a esta e outras questões:

O que é a saúde mental? A Saúde é definida pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como “um estado de bem-estar físico, mental e social, e não apenas a ausência de doença ou dor”. Não se trata apenas da ausência de doença, mas sim um bem-estar em que nos permite responder de forma positiva às adversidades. Assim, trata-se de um estado em que nos sentimos bem tanto connosco como na relação com os demais. Segundo a OMS, a saúde mental é definida como ”o estado de bem-estar no qual o indivíduo realiza as suas capacidades, pode fazer face ao stress normal da vida, trabalhar de forma produtiva e frutífera e contribuir para a comunidade em que se insere”. A doença mental inclui perturbações e desequilíbrios mentais, disfuncionamentos associados à angústia, sintomas e doenças mentais diagnosticáveis, como por exemplo, a esquizofrenia e a depressão.

Quais são as diferenças entre saúde física e saúde mental? O nosso corpo é constituído pelo corpo e mente, e cada uma destas componentes tem necessidades próprias, que devem ser colmatadas para termos uma vida equilibrada e estabilizada. O desequilíbrio de uma delas acarreta o mau funcionamento geral desse organismo. A saúde física trata-se do bom funcionamento do nosso organismo e das funções vitais inerentes. A saúde mental e a saúde física estão interligados e são interdependentes, tornando-se cada vez mais evidente que a saúde mental é indispensável para o bem-estar geral dos indivíduos. Uma boa qualidade de vida depende destes dois fatores e é um processo contínuo e consciente do indivíduo no sentido de procurar gratificação nas suas atividades, comportamentos e pensamentos positivos. A saúde física e mental mantêm uma relação de reciprocidade, estão interligados e são interdependentes. Ambas são de extrema importância.

Como está a saúde mental da nossa população? De acordo com o primeiro estudo que retrata a saúde mental em Portugal, um em cada cinco portugueses sofre de perturbações psiquiátricas, sendo um dos países da Europa com a prevalência mais elevada. Tendo em conta estes dados, as perturbações mais proeminentes são as perturbações de ansiedade, depressão, controlo dos impulsos e as perturbações relacionadas com o álcool.

Quais são os factores que pensa que influenciam mais a saúde mental da população? O facto das pessoas com este tipo de perturbações não terem acesso a qualquer tratamento, a personalidade, antecedentes pessoais e familiares de transtornos mentais (como é o caso da depressão), fatores genéticos, stress, problemas laborais, uso abusivo de drogas, abuso físico e sexual, aspetos biológicos, psicossociais e culturais.

Qual a importância dos profissionais da Saúde trabalharem a saúde mental na nossa comunidade? Os profissionais de saúde acabam por ter um papel de responsabilidade tendo em conta a sua profissão e proximidade com a comunidade. A saúde mental acaba por estar intimamente ligada concomitantemente com a nossa saúde física. Assim, os profissionais de saúde ao trabalharem a saúde mental, paralelamente estão a incidir noutros fatores, contribuindo assim para o bem estar dos seus utentes.

Como se pode trabalhar a saúde mental na comunidade? Podemos ter vários campos de acção, pois trata-se de uma área bastante abrangente. Um dos campos é a prevenção, de forma pró-activa na redução dos fatores geradores de perturbação mental, com projetos de promoção de saúde mental nas escolas, envolvendo pais e professores; desenvolver em espaços da comunidade outros projetos de saúde mental, tendo em conta o tipo de intervenientes e desenvolver parcerias com outros parceiros da comunidade. Outro será a reabilitação dos elementos (crianças, idosos…) sinalizados onde seja necessário o desenvolvimento de competências para uma efectiva e sustentada melhoria da qualidade de vida.

LJR, NPS

http://sersaude.com

http://dgidc.min-edu.pt/

 

 

 

%d bloggers like this: