Skip to content

O cantinho dos afetos… e da saúde

Agrupamento de Escolas de Anadia

PROJETO “EGG BABIES”

Dinâmica de Grupo sobre a Gravidez na Adolescência

OBJETIVO: Trabalhar com o grupo as questões relacionadas com a maternidade/paternidade precoce e com a responsabilidade das suas ações.

O QUE FAZER:

1) Marcar os ovos previamente: para o género feminino, para o género masculino, duas marcas para gémeos e um asterisco para alguma necessidade especial (deficiência).

2) Distribuir um ovo por participante ou dois ovos com a marca de gêmeos e explicar que ele simboliza um recém-nascido que será cuidado pelo aluno (pai) e/ou pela aluna (mãe).

3) Estimular os participantes a personalizarem o seu “egg baby” pintando um rosto, dar nome, decorar, fazer um ninho, assim como outros objetos necessários ao seu bem-estar diário.

4) Estabelecer o compromisso de levar o seu “egg baby” a todos os lugares a que forem, pelo prazo de10 dias.

5) Solicitá-los a trazer os seus “egg baby” no último dia do encontro.

6) Anotar diariamente os depoimentos e as histórias ocorridas com o “egg baby” e com o participante num diário que será discutido com os alunos em sala de aula.

PONTOS PARA DISCUSSÃO:

1. Como o “egg baby” interferiu na vida diária de cada participante?

2. Quais os sentimentos que surgiram?

3. Quais as dificuldades que apareceram durante o processo?

4. Como foram interpretadas as quebras dos ovos?

5. Por que há pessoas sem filhos?

6. Algum “egg baby” foi sequestrado? Como evitar o sequestro?

7. Que aprendizagens resultaram desta dinâmica?

RESULTADO ESPERADO: Vivência do sentimento de responsabilidade que envolve a maternidade e a paternidade precoce e o cuidado com os filhos.

Nesta dinâmica, os participantes têm a oportunidade de colocar-se na situação de pais ou mães adolescentes. Pretende-se refletir sobre exercer a liberdade com responsabilidade, demonstrando uma das consequências da falta de prevenção e cuidado nas nossas atitudes.

Nota:

  • O diário será objeto de análise na disciplina de Língua Portuguesa.
  • A decoração do “egg baby”será alvo de análise na disciplina de Educação Tecnológica.
  • A divulgação do projeto deverá ser feita, na Escola, através de uma exposição fotográfica devidamente legendada.
  • O delegado/subdelegado da turma será responsável pela verificação e registo diário do transporte dos “egg babies” pelos colegas.

Enfermeira Lígia Antunes

Apresentação dos resultados:

 

Excertos dos diários:

Dia 13 de março de 2012 (terça feira)
Querido diário,
Não te passa pela cabeça o que me aconteceu hoje! Fui mãe! Ah ah ah! Vou explicar-me: hoje, a enfermeira Lígia foi falar-nos de Educação Sexual e apresentou-nos o projeto “Egg Babies”. A cada um de nós foi dado um ovo e temos de tomar conta dele durante 8 dias.
O meu ovinho quer dizer, “ovinha” chama-se Estrela. Tem uma deficiência mas eu adoro-a na mesma e vou protegê-la o melhor que puder (visto que não é fácil afastar um ovo do perigo… acaba sempre escaldado). A deficiência não é grave: é surda…
Tenho de arranjar uma forma confortável mas que a mantenha protegida para a transportar. Vou tratar disso.
Até amanhã
Mariana Amaral Fernandes

Querido diário

Hoje, no projeto de Educação Sexual, deram-nos um ovo como se fosse nosso filho para sentirmos como é ser mãe na nossa idade. Ao princípio achei que o ia partir logo no primeiro dia, mas se tiver cuidado penso que não irá acontecer nada.

Até achei o projeto muito interessante. Conseguimos ter a noção, com um simples ovo, como é ser responsável pelo “nosso filho.

(….)

Vou dormir, querido diário.

Até amanhã

Mariana Cerveira

1º Dia terça feira

Hoje foi um dia muito importante para mim. Conheci a minha mãe e ela deu-me um nome tão lindo, um dos meus preferidos…Joana. Enquanto eu estive a conhecer novos amigos, a minha mãe esteve a ter aulas.

Encontrei um ovo tão lindo, tão perfeito… Chama-se Afonso. (…)

À tarde, a minha mãe levou-me à piscina e depois fomos fazer compras. Adoro a minha vida!

Sofia  Vieira

13 de março de 2012, terça feira

Quando recebi a minha “egg baby” senti uma grande alegria, mas também um enorme peso, refiro-me à responsabilidade…uma semana a cuidar de um ovo! (…) Depois de muito pensar, decidi batizá-la de Salomé. (…)

Acordou muito contente logo que me viu… abraçou-me, quer dizer, encostou-se a mim e desejou-me um feliz Dia do Pai. (…) À noite deu-me uma prenda: um ovo… fiquei pasmado, mas mostrei-me bastante feliz com o presente; será que ela quis dizer-me que quer um irmão?

Samuel Figueiredo

Tomei uma decisão – quero preencher o espaço deixado pela Tutu no meu coração. Vou adotar uma filha para me ajudar na minha decisão.

Fui ao NINHO para acolher uma nova filha e encontrei a Nocas! Uma menina pequenina muito fofinha e bolachuda! É muito simpática porque está sempre a sorrir e toda a gente a acolheu com muito carinho!

Inês Rolo

Dia 2, quarta feira, 14 de março de 2012

Querido diário:

Hoje o Tiago acordou alegre, super- energético pois só iriamos ter duas aulas…

A manhã passou muito rapidamente. Tivemos aula de Matemática e depois fomos ao Pavilhão Multiusos de Anadia ver um teatro sobre o dia do Pi, que foi bastante engraçado. O Tiago divertiu-se imenso com os palhaços…

À tarde fomos ao Registo Civil registá-lo. Passámos lá a tarde toda… era tanta gente que passamos lá a tarde! Mas no fim conseguimos…

Depois, quando chegámos a casa, fiz o saco para o treino e lá fomos nós novamente até à Moita treinar mais um bocadinho.

O treino foi puxado e assim que “caiu” no berço adormeceu que nem um anjinho…

E assim foi o seu segundo dia!

Ana Beatriz Rodrigues

Este domingo foi dos melhores dias que eu e o “Gilinho” já tivemos. De manhã dormimos até não poder mais; depois fomos tomar o pequeno-almoço e vimos televisão até à hora de almoço. Ao meio – dia fomos almoçar a casa da avó e acho que o “Gilinho” gostou da comida, porque comeu muito. De tarde apercebi-me que o “Gilinho” estava um pouco “sem vida”, por isso agarrei no lápis e desenhei-lhe uma cara, bem sorridente… ficou tão bonito, parecia um príncipe encantado!

Foi mesmo um dia de mãe e filho…

Cláudia Rodrigues

Dia 3       15.03-2012

Mais uma noite sem dormir…, querido diário, mas desta vez a pensar na minha querida Íris. Tem sido tudo muito agitado. Já lhe arranjei um berço. Ela ficou muito feliz…aparentemente.

Quando cheguei da escola pedi aos meus pais, os avós da Íris, que tratassem dela, pois tinha de estudar para dois testes importantes.

Adeus querido diário.

Sandro Joel

3º Dia – Hoje reparei que o Tiago já mexia os pezinhos e as mãozinhas. Fomos para a escola e ele fartou-se de brincar com o padrinho.

4º Dia – Hoje, quando acordámos, estava uma manhã gelada. Decidi pôr-lhe um gorro para o aconchegar.

Ficou o máximo!

Mariana Cró

Dia 14 de março de 2012

“O meu primeiro dia com a mamã”

Hoje foi a primeira vez que olhei e senti a minha filha. Foi uma sensação maravilhosa, foi um suspiro que o coração deu ao Mundo.

Dei-lhe o nome de Madalena. Este nome lembra-me flores, lembra-me liberdade, alegria, pureza, verdade, humildade, amor…

Pensava-se que a minha filha tinha uma deficiência – trissomia 21 – mas afinal foi um engano nas anotações dos médicos. Claro que se eu fosse uma mãe com uma filha com esse problema, tratá-la-ia com muito carinho, muita alegria…,  tudo como uma mãe trata a sua filha. Inscrevê-la-ia numa escola normal, para que ela se integrasse na comunidade.

Beatriz Rebelo

14/03/2012

Acordei e tive uma ideia brilhante … arranjar outro ovo, decorá-lo, arranjar uma boa “casa” para ele ficar seguro e fazer o diário com os acontecimentos com o primeiro ovo (Zayn) e com este.

Fui à aula de matemática e depois ao circo matemático … Gente da minha turma andava com os seus ovos e eu sem o meu. Foi um pouco triste e pensei logo em pôr em prática a minha ideia. Cheguei a casa, comi e logo depois fui “adotar” um filho/ovo ao frigorífico da minha avó. Decorei-o, fiz-lhe uma casa e comecei este diário. Desta vez chamei-lhe Henrique.

Quando acabei, fiquei feliz por ter novamente um ovo e poder mostrar a minha responsabilidade, mas agora com melhores meios para o conseguir.

Estive o resto da tarde a estudar inglês e a arrumar o meu quarto. A minha mãe chegou por volta das 18h do trabalho, eu comi e fui um pouco para o computador. Às 20:30 jantei, estudei mais um pouco, meti o ovo na mesa-de-cabeceira e fui dormir.

Catarina Fernandes

O Diário da Leonor

1º Dia ( 13 de Março de 2012, terça-feira )

Querido diário,

Hoje a Leonor nasceu. Ela é tão pequena e cheia de manchas, tão frágil. Estou preocupada por ter uma responsabilidade tão grande!

Ela também disse a primeira palavra: “mamã”. Fiquei muito feliz.

3º Dia ( 15 de Março de 2012, quinta-feira )

Querido diário,

Hoje cresceu o cabelo da Leonor e eu fiz-lhe uma trança muito bonita e ela ficou tão contente que até pôs a língua de fora.

Gabriela Sampaio Ribeiro   

Diário de Sabrina

Terça-feira, 13 de Março de 2012

Querido diário,

Hoje a minha filha Sabrina nasceu. Foi uma emoção tão grande!

Arranjei um padrinho para ela, o Tiago, e uma madrinha, a Catarina mas, ainda não sei quem é o pai.

Ela experimentou a sua roupa nova e adorou. Fica-lhe tão bem!

A minha querida está agora a dormir na sua caminha nova e eu penso se serei capaz de a proteger de todos os perigos que há na nossa sociedade. Serei capaz? Não sei, mas vou fazer o meu melhor para que ela seja feliz.

Hoje também aprendeu a dizer a sua primeira palavra: “ mamã”.

Estou muito contente com isto tudo; com ela sou muito feliz.

● Quando fores mais velha, minha querida e leres este diário, espero que estejas feliz com a tua vida e que te sintas privilegiada em ser minha filha como eu me sinto em ser tua mãe.

Tânia

Trabalho realizados pelas(os) alunas(os) do 8º A no âmbito da EDUCAÇÃO SEXUAL orientados pela enfermeira e encarregada de educação, Lígia Antunes. Os alunos tiveram a colaboração da professora de português, Maryland, de Formação Cívica, Isabel Loureiro e de E.T., Araújo.
.
A Diretora de turma do 8º A
Fátima Branco

%d bloggers like this: