Skip to content

O cantinho dos afetos… e da saúde

Agrupamento de Escolas de Anadia

Pílulas ou Anovolatórios: Hormonas que impedem a ovulação: é preciso ser receitado e ter vigilância médica; é muito seguro.
Dispositivo intra-uterino (DIU) ou Esterilet: Pequeno dispositivo que se introduz no útero, para impedir a concepção. Tem que ser colocado por pessoal especializado e é preciso vigilância médica; é muito seguro.
Preservativo ou Condom (Camisa de Vénus): Contraceptivo em latex que se coloca no pénis, impedindo a entrada do esperma na vagina. Quando usado correctamente é altamente eficaz, devendo ser colocado no início da relação e retirado logo após a ejaculação. O preservativo é o método contraceptivo mais eficaz na prevenção das doenças sexualmente transmissíveis A sua eficácia aumenta se for usado conjuntamente com um espermicida. O preservativo pode ser adquirido em qualquer farmácia ou supermercado.
Preservativo Feminino (FEMIDOM): É constituído por uma membrana fina e flexível, pré-lubrificado e destina-se a ser colocado no interior da vagina. Mede 17 cm de diâmetro e 8 cm de comprimento, possuindo um anel interior que facilita a sua colocação dentro da vagina e um anel exterior que fica a cobrir a área labial. ode ser colocado antes da relação sexual e não necessita de ser retirado logo após o acto. É um método contraceptivo bastante eficaz, funcionando também como método preventivo das doenças sexualmente transmissíveis (incluindo o vírus HIV/SIDA).
Diafragma: Uma espécie de tampa larga, de borracha flexível, que se coloca no interior da vagina, cobrindo o orifício do colo do útero e impedindo a entrada de espermatozóides. Tem que se utilizar sempre com cremes espermicidas para aumentar a sua eficácia. É preciso aprender a colocá-lo. É de segurança elevada.
Espermicidas (Cremes, Espermicidas, Cones, etc.): São substâncias que impedem os espermatozóides de actuar. Dado o seu fraco índice de segurança, aconselhamos a que sejam utilizados com outro método (preservativo ou diafragma).

Existem outros métodos, mas são pouco ou nada seguros:

Coito interrompido ou “cuidado” – retirar o pénis da vagina antes da ejaculação. Método muito pouco seguro.

Abstinência periódica, temperatura, calendário e muco – trata-se de determinar o dia da ovulação e, a partir daí, determinar quais os dias em que se pode engravidar. É um método muito pouco seguro.

Duche vaginalconsiste na limpeza da vagina para eliminar o esperma depois de uma relação coital. Método nada seguro.

 

Enfª Carmen Santos

%d bloggers like this: